Armazéns da Família têm posta de tilápia na Semana da Economia e mutirão de cadastros

A Semana da Economia dos Armazéns da Família de Curitiba e Região Metropolitana, que vai de terça-feira (31/10) a sábado (4/11) – exceto na quinta (2/11), feriado do Dia de Finados – terá como novidade a posta de tilápia entre os produtos mais baratos. O pacote com 800 gramas da marca Copacol sai por R$ 15,95.

Continuam valendo os preços do arroz parboilizado Urbano (5 kg) por R$ 15,95; e o leite longa vida integral Tirol (1 litro) por R$ 2,95.

Nesta e quarta-feira (1/11), das 9h às 16h, será realizada a penúltima etapa do 2º Mutirão de Cadastros dos Armazéns da Família. CLIQUE AQUI para saber mais sobre o cadastramento.

360 mil famílias

O programa Armazém da Família reúne, atualmente, 35 unidades em Curitiba que oferecem gêneros alimentícios e itens de higiene e limpeza mais baratos que no varejo.

São mais de 360 mil famílias com renda até cinco salários mínimos da capital cadastradas no programa da Prefeitura, beneficiando um milhão de curitibanos, além de 163 entidades sociais e filantrópicas que podem fazer compras nas unidades.

Na RMC, são 14 municípios conveniados, com 82,5 mil famílias cadastradas, beneficiando cerca de 280 mil pessoas.

O atendimento nos 35 Armazéns da Família de Curitiba é feito de 3ª a 6ª feira, das 9h às 18h; e no sábado, das 9h às 14h.

Mutirão de cadastros

Nesta-terça (31/10) e quarta-feira (1/11), das 9h às 16h, será realizada a penúltima etapa do 2º Mutirão de Cadastros para interessados em comprar nos Armazéns da Família. A ação é coordenada pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN).

O atendimento será na Rua da Cidadania Portão (R. Carlos Klemtz, 1.700, Fazendinha) e busca garantir o acesso a benefícios alimentares para aqueles que não têm computadores e smartphones para se cadastrarem online ou não sabem como se inscrever.

A iniciativa faz parte das comemorações dos 34 anos do programa da Prefeitura.

Além do Portão, o mutirão já passou por oito das dez regionais do município: Bairro Novo, Boqueirão, Boa Vista, Matriz, Cajuru, CIC, Pinheirinho e Santa Felicidade já receberam a ação. A última etapa será em 16 e 17 de novembro, na Regional Tatuquara

Cadastro

Desde 2019, o cadastro nos Armazéns da Família tem sido realizado por autoatendimento on-line, o que facilitou o acesso a um grande número de pessoas. No entanto, a Prefeitura identificou que especialmente idosos e pessoas sem acesso a dispositivos digitais enfrentam dificuldades para se cadastrar.

“Recebemos alguns pedidos de adesão por parte de pessoas que não têm computadores e smartphones. Os mutirões vão permitir que muitas pessoas que precisam do programa tenham acesso facilitado a ele”, ressaltou Ivone Aparecida de Melo, diretora do Departamento de Promoção e Economia Alimentar da SMSAN.

Como fazer

O Mutirão de Cadastros dos Armazéns da Família é aberto a todos os moradores de Curitiba com renda familiar de até cinco salários mínimos.

Os interessados devem comparecer à regional que está realizando a ação e apresentar toda a documentação necessária. Entre os documentos solicitados estão RG, CPF, carteira de trabalho, comprovante de renda, comprovante de residência e, para menores de idade, certidão de nascimento ou carteira de identidade.

O sucesso da primeira edição do Mutirão de Cadastros reforçou a importância dessa iniciativa para a inclusão social e a garantia da segurança alimentar da população curitibana. Aproximadamente 360 mil famílias, o que corresponde a mais de 1 milhão de pessoas, já têm acesso aos benefícios dos Armazéns da Família em Curitiba.  

Documentação necessária

Documentos de todos os membros da família ou moradores da mesma residência:

– RG, CPF, carteira de trabalho obrigatória para maiores de 18 anos.

– Comprovante de renda (holerite ou contracheque) atualizado.

– Se for declarante de Dirf (Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte), apresentar a Declaração de Ajuste Anual de Imposto de Renda, ou seja, a declaração completa com aproximadamente sete folhas.

– Se possuir CNPJ (empresa) deve apresentar a Declaração do Simples Nacional, Decore ou Declaração de Inatividade (DCTF).

– Se estiver recebendo Seguro Desemprego, apresentar comprovante.

– Se for aposentado/pensionista ou receber auxílio doença, apresentar demonstrativo de Crédito de Benefício do INSS (que pode ser obtido no caixa eletrônico de seu banco de recebimento) ou no site do INSS.

– Comprovante de residência em nome de um dos membros da família, com data de no máximo três meses. Pode ser conta de luz, água ou telefone, correspondência bancária, condomínio, correspondência de órgãos públicos, cópia do cadastro da unidade de saúde ou do Cadastro Único.

– Dos menores: Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade.

By Agência de Noticias da Prefeitura de Curitiba